quarta-feira, 1 de fevereiro de 2006

Nota oficial dos Gaviões da Fiel de ontem, 31 de janeiro de 2006, a respeito das eleições no Corinthians e da não-aprovação do balanço do Corinthians.

GRÊMIO GAVIÕES DA FIEL TORCIDA
FORÇA INDEPENDENTE

Senhor Dualib,

Esta carta não serve para lembrá-lo da devoção que temos pelo clube, nem de todos os jogos e viagens que fizemos para ver o Corinthians desde a nossa criação, em 1969. Também não serve para lembrá-lo que em todos os jogos estamos presentes, pagamos nossos ingressos e compramos as caras camisetas do nosso time. Nem vamos tocar no assunto de um estádio prometido há pelo menos dez anos de administração, muito menos cobrar qualquer título sul-americano. E, mesmo que reste a dúvida, não vamos perguntar porque o presidente da CBF merece de presente um relógio de mais de R$ 7 mil, conforme publicado hoje, 31 de janeiro, na Folha Online.

Esta carta é para perguntá-lo para que realmente serve pagar nossa mensalidade do clube e ser um associado do Corinthians? E já que estamos na rodada de perguntas, qual é o grande medo de participar de uma eleição direta, com o voto do sócio-torcedor corinthiano, se o senhor sempre se vangloria de tantas conquistas em tantos anos à frente do Corinthians?

Foi preciso antecipar as eleições para não ter o voto direto do associado**, previsto pelo novo Código Civil brasileiro. Por acreditarmos na democracia e em sua maioria, por querermos eleições diretas, por sermos contra o continuísmo e o amadorismo na política interna do Corinthians e por lutarmos por outra estrutura para o nosso futebol, os Gaviões são contrários a essa falsa eleição. Exigimos poder eleger quem representará o nosso Corinthians por mais tantos anos. E o resultado, ao contrário de todo o resto, é bastante transparente a todos nós.

Hoje, sentimos vergonha ao ler nos jornais as notícias sobre a não-aprovação do balanço de 2005 pelo Conselho Fiscal, com ameaça de morte ao presidente do Conselho e suas filhas.

Não é isso que queremos para o Corinthians e para o futebol e não podemos ficar calados. Amanhã, estaremos todos no jogo novamente e faremos um protesto na porta do Pacaembu. E na quinta-feira, mostraremos nosso descontentamento na porta do Parque São Jorge. Porque nós sabemos bem para o que servimos, Dualib, mas quem sabe a gente consiga entender para o que o senhor acha que a gente serve.

Pelo Corinthians, com muito amor, até o fim.

Diretoria Gaviões da Fiel Torcida

** Santini me disse que essa informação está errada e que as eleições não foram antecipadas, como a Gaviões achava.


2 comentários:

Mãe disse...

Como assim? como vc não fala nada q tem um outro blog?????

Leonor Macedo disse...

acabei de criar por aqui!